| Por Maria Pires

Mansion "L'hôtel de Bethmann"

Jogo de contrastes

Fotografia

Fotografia

Fotografia

1 de 3

Aninhada à beira de um jardim público no coração de Bordéus, esta mansão de 1850 revela a sua arquitetura majestosa ao longo das estações. O desafio desta reabilitação interior, da responsabilidade do arquiteto Mickaël Martins Afonso, foi criar um novo ambiente adaptado às necessidades atuais, sem distorcer o existente. Os interiores, em muito bom estado de conservação, mantiveram o charme antigo, mas foi-lhes dado um toque de contemporaneidade, num harmonioso jogo de contrastes. O que torna este projeto surpreendente é o facto de todos os espaços e todos os objetos parecerem óbvios, como se sempre tivessem sido assim, conectados através de um fio invisível. Para obter essa dualidade entre espaços novos e inalterados, era importante que as equipas trabalhassem com materiais antigos, como gesso, carpintaria e armários tradicionais. Tudo foi projetado para que a mansão denunciasse o presente, mas com laivos de passado e desígnios de futuro.

www.martinsafonso.com