| Por JOÃO AFONSO RIBEIRO

Harbin Opera House

Contemporaneidade asiática

Na cidade chinesa de Harbin, o projeto para a construção da Opera House da cidade teve como objetivo enquadrar devidamente o complexo na paisagem pantanosa e habitualmente gélida. O estúdio MAD Architects, responsável pelo projeto que conta com uma área de construção de cerca de 850 mil m², desenvolveu um edifício de traços fluidos e ondulados que parece ter sido esculpido naturalmente pela força do vento e da água. O exterior deste centro cultural, que abriga dois teatros e uma grande praça, foi construído com base em painéis de alumínio branco e placas de vidro. No interior sobressai a forte predominância de vidro e madeira, atingindo o expoente máximo no revestimento do teatro principal ou no grande bloco semicircular colocado no átrio, que dá acesso aos vários patamares através de uma escada curvilínea.

Fotografia por Adam Mørk

Fotografia por Adam Mørk